Valdir Machado 06.jpg

# No Limite Tendo a Zero(16-19)

>Um micro-inventário cronológico que ilustra episódios da intervenção do Homem na história natural do planeta: de eventos ocorridos há milhares de anos até os tempos atuais. Sobretudo predatória, a inconsequência do Homo Sapiens na utilização sistemática e de modo não renovável dos recursos naturais beira a auto-sabotagem; nenhuma novidade, pois tal caracterização humana, já caduca, fora escrita mesmo antes de Cristo pelo grego Plautus e posteriormente ecoada na obra de Hobbes: "Homem lobo do Homem", a interpretação do quão danoso é o ser humano, essa espécie bem sentada no topo da pirâmide alimentar, ao mesmo tempo de inteligência sem precedentes, com forte capacidade de mobilização coletiva e capaz de criações revolucionárias como é o caso da agricultura, da escrita, da eletricidade e da matemática. Desta última, por sinal, foi captado o título deste ensaio (o conceito de limite é usado para descrever o comportamento de uma função à medida que o seu argumento se aproxima de um determinado valor). Ou seja, numa situação limítrofe ecologicamente apocalíptica, algo cada vez mais propagado como uma realidade possível em se mantendo constante o cenário de mau uso dos recursos naturais, o Homem tenderá a zero frente ao poder catastrófico da natureza.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1